As Escolas Municipais do Campo (EMCs)   de Santa Barbara de Cima;  e Professora Ida Albach, em Quero-Quero;  e a Escola Municipal Nossa Senhora do Rocio, no Rocio II estão passando por obras de reforma que incluem melhorias em pontos estruturais importantes para o desempenho dos estudantes e professores.

Cada escola recebeu recurso de R$ 99 mil através do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional –Fundepar mais R$ 1 mil de contrapartida municipal. A verba é destinada para escolas com dualidade administrativa, que possuem alunos do município e do estado.

As escolas estão recebendo melhorias nas salas de aula, com troca de piso, nova pintura, reparos no forro. Reparos também estão sendo feitos nas áreas externas, com ampliação das calçadas e colocação de alambrados. Para a diretora da  Escola Estadual do Campo João Sidorko, Nilce Rigoni a expectativa para essa reforma era bastante grande. “Teremos mais acessibilidade para os alunos, e mais qualidade nas salas de aula com pintura e pisos mais claros”, comentou.

As EMCs de Colônia Maciel;Nossa Senhora do Rosário, em Vieiras;Professor Clotário Santos, em Guarauninha;e Professora Leonor Santos, em Faxinal dos Quartins também receberam recurso, contudo as obras ainda não começaram. A previsão é de que as obras comecem ainda em 2018, informou o secretário de Urbanismo, Fabiano Bishop Cassanta. “Estamos trabalhando para que as obras ocorram da melhor maneira possível, respeitando os prazos de conclusão para que em breve os alunos tenham escolas renovadas”, comentou Bishop.

Para a secretária de Educação, Carla Marcondes de Albuquerque, a busca por recursos resultou em uma ótima parceria para o município. “Serão sete escolas com dualidade administrativa reformadas. Essas obras não só vão melhorar o aprendizado dos alunos como também vão valorizar a estrutura dessas unidades de ensino”, comentou a secretária.

Fotos:Prefeitura Municipal de Palmeira